Bailarina, Professora e Coreógrafa

logotipo da Escola de Dança Raquel Oliveira. logotipo da Companhia de Dança Raquel Oliveira.
Logotipo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Todos os direitos reservados.

      Home » Pesquisa » Doutoramento

Processo coreográfico e performativo da bailarina-coreógrafa na obra coreo(autoetno)gráfica solista “Inspiração”. Um estudo prático.

 

 

Introdução da Dissertação:

 

Com o intuito de conhecer, compreender e documentar o processo de criação coreográfica solista composta e interpretada pela própria bailarina-coreógrafa, propus-me criar, observar, refletir sobre e descrever o processo de criação coreográfica da obra ‘Inspiração', assumidamente tornando conscientes e documentando todas as fases, desde a conceção, composição e ensaios, até à apresentação final ao público.

 

‘Inspiração’, uma obra solista de 45 minutos, conjuga as linguagens da Dança e do Yoga, numa aproximação à Dança Extemporânea, tendo como ponto de partida a descoberta do movimento natural do corpo da bailarina-coreógrafa que passou pelo processo coreográfico de forma autónoma e em relação privilegiada com os seus processos intuitivos.

 

De carácter eminentemente qualitativo, com características mistas, este estudo inscreve-se no Paradigma Performativo de Haseman (2006) e utiliza métodos autoetnográficos recorrendo à auto-observação e a reflexões evocativas sobre as práticas coreográfica e performativa. Metodologicamente, esta pesquisa decorre da prática (Practice-led Research), assume-se como uma forma de questionamento da prática e assenta numa abordagem etnográfica visual ao utilizar componentes gráficos, audiovisuais e performativos.

 

Como resultados obteve-se a criação artística coreo(autoetno)gráfica solista Inspiração; a dissertação que através de um registo escrito reúne e organiza os dados recolhidos e articula o conhecimento produzido; os vídeo-documentários que mostram o processo coreográfico e performativo da obra; o vídeo oficial da obra coreográfica; e um conjunto de 3 outputs: o Resumo Técnico, o Modelo dos Processos e Fases, e o Modelo do Espectro Solista-Colaborativo.

 

Em conclusão, esta investigação, que acompanhou a prática coreográfica em tempo real, procurou avançar conhecimento com significado operacional e caracterizou um processo coreográfico ao qual adicionou camadas de observação e de interpretação contribuindo para a compreensão, clarificação e sistematização do ato de compor uma obra coreográfica solista autoral.

 

 

Resumo Técnico:

 

Características da Obra Coreográfica

 

Nome: Inspiração

 

Duração: 45 minutos sem intervalo

 

Estilo: Dança Extemporânea (Dança e Yoga)

 

Tipo de coreografia: fixa

 

Nº de apresentações públicas: 18

 

Identificação dos autores e intérpretes:

 

Conceção, coreografia, interpretação - Raquel Oliveira

 

Poemas - Judite Duarte

 

Figurino, ambiente sonoro e voz, luzes - Raquel Oliveira

 

 

Características do Processo Coreográfico

 

Data de início: junho 2014

 

Data de fim: fevereiro 2016

 

Atividades desenvolvidas: preparação dos ensaios coreográficos (delinear as 4 etapas de pesquisa coreográfica e os conceitos coreográficos iniciais, definir o conceito inicial da obra coreográfica e iniciar o processo de recolha de poemas) e ensaios coreográficos que incluíram Sessões de Improvisação (período específico do ensaio dedicado à improvisação livre e à criação do catálogo de movimentos); Estudos Fotográficos (período específico do ensaio dedicado ao estudo das posições e à criação do catálogo de posições); Sessões de Composição (período específico do ensaio dedicado ao estudo de movimentos e à gravação dos Rascunhos das Coreografias); e Ensaios da Estrutura (período específico do ensaio dedicado à gravação do rascunho da obra coreográfica, ou seja, fazer as coreografias todas criadas até esse momento pela ordem em que vão ser apresentadas na obra e sem interrupções).

 

Instrumentos de trabalho: Corpo, Respiração, Meditação em Movimento, mesa e banco, colunas de som, computador (câmara de vídeo, Windows Media Player, Adobe CS4, Windows Movie Maker, Word, Explorador de Ficheiros), gravador de áudio do telemóvel, Diário Artístico.

 

Métodos de composição: Seleção de Movimentos e de Sequências do Catálogo, Repetição-Improvisação-Seleção, Estudo do Poema, Improvisação-Seleção-Composição, Edição de Imagens, Estudo da Respiração, Seleção de Posições, Visionamento das Gravações.

 

 

Características do Processo Performativo

 

Data de início: novembro 2014

 

Data de fim: setembro 2016

 

Atividades desenvolvidas: Ensaios Performativos que incluíram os Ensaios de Aperfeiçoamento (período de ensaios dedicados ao refinamento dos movimentos e à definição pormenorizada das coreografias), os Ensaios Corridos (período de ensaios dedicados à execução da obra coreográfica do princípio ao fim sem interrupções), os Ensaios Assistidos (período de ensaios dedicados à partilha da obra coreográfica com um número restrito de indivíduos com vista à auscultação da sua sensibilidade sobre o trabalho concretizado), e os Ensaios de Manutenção (período de ensaios dedicados a manter o corpo funcional e a memória dos pormenores da coreografia). Sessões Fotográficas, Sessões Videográficas, definição do figurino e das luzes, gravações no estúdio de som, tarefas de divulgação do trabalho, preparação dos espaços de atuação, Sessões de Apresentação, gravação oficial da obra coreográfica.

 

Instrumentos de trabalho: corpo, respiração, meditação em movimento, mesa e banco, colunas de som, computador (câmara de vídeo e Windows Media Player, Adobe CS4, Windows Movie Maker, Publisher), 3 projetores, câmara de vídeo e tripé, cadeiras, ficheiro de som ou CD, o fato, a maquilhagem, os produtos para o cabelo, a fita adesiva e a tesoura.

 

Características do Processo Colaborativo

 

Colaboração coreográfica

 

Utilização de 2 processos diferentes identificados no Modelo do Espectro Solista-Colaborativo:

 

- Processo (1a) coreógrafo-bailarino como perito, sem assistente coreográfico;

 

- Processo (2) coreógrafo-bailarino como autor e assistente coreográfico como intérprete

 

Colaboração complementar

 

Não houve colaboração na conceção e criação do ambiente sonoro da obra, do desenho de luzes e do desenho do figurino pois ficaram todos a cargo da bailarina-coreógrafa.

 

Existiu colaboração na criação dos poemas, na gravação em estúdio da voz off e na confeção do figurino.

 

Colaboração de preparação/implementação

 

Não houve colaboração nas Sessões Fotográficas e nas Sessões Videográficas.

 

Houve colaboração nos ensaios assistidos, na escrita dos textos para a folha de sala e na preparação do espaço para a performance.

facebook Escola de Dança Raquel Oliveira instagram Escola de Dança Raquel Oliveira Canal de Youtube da Escola de Dança Raquel Oliveira
Googlemaps Escola de Dança Raquel Oliveira subscrever newsletter Escola de Dança Raquel Oliveira mapa do site www.raquel-oliveira.pt
contactos da Escola de Dança Raquel Oliveira e da Companhia de Dança Raquel Oliveira
logotipo da Escola de Dança Raquel Oliveira. logotipo da Companhia de Dança Raquel Oliveira.
Logotipo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Todos os direitos reservados.