Raquel Oliveira

Pesquisa de Doutoramento em Dança

logo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Site da bailarina, coreógrafa e professora de Dança Raquel Oliveira.

OBRA COREOGRÁFICA

 

Excerto da Obra Coreográfica Inspiração

Copyright [2017] by Raquel Oliveira. (Clicar na imagem ou aceder em https://goo.gl/1MAFa7).

 

Sinopse

 

Em diálogo com o Mestre, a bailarina reflete sobre 9 palavras: Corpo, Respiração, Consciência, Respeito, Estrutura, Paciência, Beleza, Alegria, Dança. Numa meditação em movimento, e construindo um diálogo intimista com a consciência do seu próprio corpo como instrumento da sua inspiração, ao mesmo tempo que veículo da sua expressão criativa, a bailarina habita em consciência o gesto que cria e que ao mesmo tempo a recria. Sem artifícios que a afastem do seu processo de observação e de relação com a simplicidade objetiva do gesto/corpo/ser/ação, propõe que a tela de fundo do movimento seja sempre o corpo e a sua consciência, a constante ação. O simples, despido de artifícios e ilusões, despido de processos mentais desnecessários, é a verdade daquele que toca a verdade dos demais (Duarte, 2016, p.1).

 

 O Corpo é o protagonista desta obra coreográfica. A consciência com que o habitamos, respeitamos, potencializamos, e a forma como transcendemos os nossos limites e evoluímos, é o seu objeto de reflexão. A Dança e o Yoga encontram-se entretecidos em “Inspiração”, revelando uma forma de expressão artística personalizada, a Dança Extemporânea, que faz o elogio da beleza, e realça a dignidade e a simplicidade do gesto/corpo, tendo como base a respiração e a harmonia do ser como um todo. É uma meditação em movimento, para além do tempo, do espaço e do ego, onde, através da Dança, a estrutura e a organização do corpo são a base da criatividade, da observação e da vivência.

 

Estrutura Coreográfica da Obra.

 

A obra tem a duração de 45 minutos, sem intervalo, e está dividida em 11 blocos: o início, os 9 blocos correspondentes às 9 palavras-tema (que por sua vez estão divididas em 3 partes cada, sempre com a mesma estrutura - posição inicial, coreografia do tema e coreografia do poema), e o final.

 

A tabela abaixo permite visualizar a estrutura global da obra, a duração de cada um dos 11 blocos que a constituem, e a duração de cada coreografia. Note-se que o bloco do início tem 2 coreografias e o bloco final tem apenas uma coreografia, e nos 9 blocos relativos a cada uma das 9 palavras existem sempre 3 coreografias. Durante o processo de criação da obra, nunca houve preocupação em estabelecer uma duração fixa para cada bloco ou para cada coreografia, a única medida de tempo planeada desde o início foi a duração global da obra que deveria ter entre 45 a 50 minutos. O programa de edição de sons, no qual ia sendo composta a estrutura sonora, permitia visualizar o tempo global e dividi-lo pelos 11 blocos. Os tempos de cada bloco e de cada coreografia foram sendo gradualmente estabilizados à medida que as coreografias iam sendo refinadas e finalizadas, no entanto nunca houve a preocupação de que todos os blocos tivessem exatamente a mesma duração, ou de que uns durassem mais tempo do que outros, e o mesmo aconteceu com as coreografias.

Principais Características do Movimento.

 

Neste item apresenta-se uma descrição sumária, com fotografias, das características principais dos movimentos utilizados na obra coreográfica Inspiração: verticalidade, sincronização do movimento com a respiração, movimento leve, delicado e tranquilo, linhas retas, linhas ondulatórias, posições das mãos, tipos de rotações e posições dos pés.

 

A característica mais evidente da maioria das posições e movimentos realizados na obra coreográfica Inspiração é a verticalidade. O movimento tem como ponto de partida as posições (asanas) de equilíbrio e de lateralidade do Yoga que são praticados de pé, e evolui a partir dessa base, raramente recorrendo a posições que criem relação entre o corpo e o solo, sendo intencional a ligação etérea do corpo com o “ar”, o elemento da inspiração.

verticalidade. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

A sincronização do movimento com a respiração está patente em todos os momentos da obra coreográfica, ou seja, a bailarina está sempre consciente da sua respiração respeitando a marcação estipulada durante o processo de composição das coreografias. De uma maneira geral, nos movimentos ascendentes inspira-se (figura a), e nos movimentos descendentes expira-se (figura b); e nos movimentos laterais, inspira-se para um lado e expira-se para o outro (figura c e d).

sincronização do movimento com a respiração. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

No geral os movimentos são leves, delicados e tranquilos, simbolizando a ausência de esforço e o respeito pelo corpo. A maior parte dos movimentos são lentos representando a prática consciente do Yoga.

movimento leve, delicado, tranquilo. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

As linhas retas que se observam em vários movimentos ao longo da obra coreográfica simbolizam o foco, a atenção, a consciência, a força, o equilíbrio dinâmico e a segurança do ser.

linhas retas. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

As linhas ondulatórias observadas ao longo da obra coreográfica representam a adaptação à mudança, e o movimento da água e do ar. Os movimentos ondulatórios são realizados maioritariamente pelos braços, no entanto, também é possível observar este tipo de movimentos ao nível do tronco nos blocos Respeito, Alegria e Dança.

linhas ondulatórias. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

A posição das mãos tem uma marcação muito específica. De uma forma geral, quando os cotovelos estão alongados, as mãos estão em posição de consciência Yoga, alongadas e com os dedos juntos (figura a), e quando os cotovelos estão fletidos, mesmo que apenas ligeiramente, as mãos estão descontraídas em posição de consciência de entrega e aceitação (figura b).

posições das mãos. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

Existem várias voltas na obra coreográfica que são realizadas de formas distintas. A maioria são Voltas de Passos, que podem ser executadas no lugar (em torno de um eixo vertical) ou numa trajetória circular ou em linha reta. São sempre realizadas com a planta do pé sempre em contacto com o solo, nunca subindo às meias pontas. Podem ser observadas nos blocos Corpo, Consciência, Respeito, Paciência, Alegria, Dança e Final.

voltas de passos. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

As Voltas Cruzadas, em menor número, podem observar-se nos Blocos Respeito, Paciência, Dança e Final e são feitas com a técnica de rotação cruza-descruza-cruza. Uma perna cruza, normalmente por trás da outra (figura a), o corpo roda sem levantar os pés do chão - para o lado da perna de trás (figura b), até ficar novamente com as pernas cruzadas (figura c).

voltas cruzadas. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

No poema Pena (figura a) e no poema Final (figura b) a bailarina faz uma volta realizada apenas sobre um apoio e sempre com a planta do pé em contacto com o solo.

voltas sobre um apoio. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

No poema Tempo a bailarina faz a única Volta de Compasso existente na obra coreográfica. Esta volta tem o nome de compasso porque é executada com a perna de apoio fixa, neste caso a direita, enquanto a perna livre vai “desenhando” um círculo no solo. Nesta coreografia a volta é realizada no sentido dos ponteiros do relógio aludindo ao movimento dos ponteiros, tal como os braços.

volta de Compasso. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

A maior parte das posições e movimentos da obra coreográfica são realizados com o pé todo em contacto com o chão, evitando o recurso às meias pontas e com os pés em posição paralela.

pés em posição paralela. Copyright [2017] by Raquel Oliveira.

 

 

 

Em algumas sequências de movimentos uma perna faz rotação externa - en dehors - e a outra aponta para a frente - en dedans, ou paralelo.

logo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Site da bailarina, coreógrafa e professora de Dança Raquel Oliveira.
logo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Site da bailarina, coreógrafa e professora de Dança Raquel Oliveira.
logo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Site da bailarina, coreógrafa e professora de Dança Raquel Oliveira.
logo Raquel Oliveira Artes do Espetáculo. Site da bailarina, coreógrafa e professora de Dança Raquel Oliveira.